As dunas do Ceará se localizam principalmente no litoral leste, nos municípios de Porto das Dunas, Prainha, Praia do Presídio, Praia do Iguape, Praia do Barro Preto e Praia do Batoque.

 

O ecossistema de dunas é o resultado da deposição da areia em um obstáculo por meio do transporte do vento. Após esse acumulo de areia, a duna ganha tamanho, tornando-se móvel e com o tempo passa a ser povoada por uma vegetação pioneira, que ao decorrer dos anos suas raízes ganham maior profundidade, tornando a duna fixa. Esse ecossistema também é considerado um ecótono, pois representa a transição do domínio marinho com o terrestre. Por ser um ecossistema de extrema importância, com algumas das funções de filtragem da água, nicho de espécies, barreiras naturais contra a ressaca do mar e estabilizante da linha de costa, é necessário proteger, já que é deveras ameaçado pelo homem.

 

As dunas cearenses são alvos fáceis da indústria de construção civil, pois são vistas como áreas de fácil retirada de areia e de baixo custo. A retirada ilegal de areia das dunas provoca o desgaste do ambiente, intensificando o processo natural de erosão, que leva a redução de tamanho das dunas ou ate mesmo a sua extinção. Outras dunas cearenses estão em áreas urbanas como as dunas da Sabiaguaba e as dunas do Cocó, onde a pressão em cima desse ecossistema é muito maior. A forte especulação imobiliária esta constantemente ameaçando esse sistema e também, por conta de seus interesses impede que o governo estadual aprove uma APA (área de proteção ambiental) para impedir qualquer tipo de ameaça às dunas. Não só as empresas imobiliárias intimidam as dunas, as grandes construções de rodovias agravam o processo de erosão, que para a construção de uma via é necessário a retirada de grandes quantidades de areia para abrir passagem entre as dunas. Após a construção da rodovia se tem outo problema, o governo passa a conter o avanço da areia nas vias, que é um processo natural, com barreiras de concreto fixadas na base das dunas, esse processo de contenção causa modificação no curso natural da formação de dunas e na erosão por deflação e eólica. Os problemas não terminam ai, já é bastante comum o trânsito de veículos nas dunas e ate mesmo passeio e competição de buggy, e essas atividades são todas cobradas, o que torna o sistema dunar um local comercial, trazendo o acumulo de lixo e intensificando a erosão no local. A grande consequência de todas essas problemáticas é a destruição de um ambiente natural. Sem ele varias espécies de animais perdem seu lugar de reprodução e de repouso, por conta do grande acumulo de lixo que mata muitos animais e a vegetação. Com a intensificação da erosão principalmente por deflação, parte dos fragmentos finos são levados pelo vento ou por grandes carretas de retirada de areia, esses pequenos fragmentos são importantes para a filtragem da água e sem eles a água tenderá a ser mais salina e impropria já que há uma grande quantidade de lixos nas dunas que acabam passando para o subterrâneo.

– Emily Aimée Alves Carnauba (voluntário projeto PIPA)

Adicionar comentario

Your email address will not be published. Required fields are marked *