Em março de 2016, duas voluntárias do Verdeluz decidiram se unir para iniciar um projeto de inglês na comunidade do Serviluz e, desse modo, começou a ser delineado o que futuramente se tornaria o Ecoenglish.

Existe uma expressão em inglês chamada “spoon feeding” que traduzindo para português seria o equivalente aos famosos “dar de bandeja” ou “dar de mão beijada”. Proporcionar um ambiente que facilita ao máximo o aprendizado é uma ideia excelente, mas quando você começa a conhecer a realidade das comunidades e do trabalho voluntário, o método tradicional de maior dependência do aluno em relação ao professor está longe de ser o formato mais sustentável para projeto.

Portanto, o projeto é guiado por três pilares, os quais são a independência, a fim de tornar os alunos autônomos no aprendizado de uma nova língua, instigando-os a ter maior participação na construção da aula; a cooperação, com a intenção de desenvolver a capacidade de trabalho em equipe e a compreensão de que o aprender também vem do ensinar; e a empatia, com o intuito de tornar os alunos mais tolerantes com o ritmo de aprendizado de cada um.

Hoje, o Ecoenglish é um projeto que une o ensino de inglês e também trabalha temáticas de Educação Ambiental, como a origem dos materiais escolares, gestão de resíduos sólidos e mudanças climáticas. As lições ocorrem tanto dentro da sala de aula quanto são realizadas em campo. O projeto também enseja construir um ambiente mais intimista entre professores e alunos, por isso as turmas são formadas por, no máximo, 6 alunos.

Atualmente são atendidas 18 crianças no bairro Serviluz, mas a pretensão é de receber mais voluntários e recursos, a fim de expandir o nosso número de atendidos, em relação a quantidade de alunos e também quanto a localização das aulas.

 

Veja nossa galeria de fotos!